Você está em: HomeIcon Home Acessa CidadãoIcon cidadao Acessa Vacinação COVID-19

Vacinação COVID-19

title_hidden

Icone acessibilidade Fonte Reset Icone acessibilidade Fonte Maior Icone acessibilidade Fonte Menor

Informações referentes  Ao COVID-19

  • TRABALHADORES DA ÁREA DA SAÚDE

    • 1ª Dose:
      89
    • 2ª Dose:
      89
    • Dose Única:
      0
    • Total de pessoas para vacinar:
      66
    • Total de pessoas já vacinadas:
      89
  • PESSOAS COM 80 ANOS OU MAIS

    • 1ª Dose:
      159
    • 2ª Dose:
      156
    • Dose Única:
      0
    • Total de pessoas para vacinar:
      166
    • Total de pessoas já vacinadas:
      156
  • PESSOAS COM 75 A 79 ANOS

    • 1ª Dose:
      113
    • 2ª Dose:
      112
    • Dose Única:
      0
    • Total de pessoas para vacinar:
      120
    • Total de pessoas já vacinadas:
      112
  • PESSOAS COM 70 A 74 ANOS

    • 1ª Dose:
      180
    • 2ª Dose:
      183
    • Dose Única:
      0
    • Total de pessoas para vacinar:
      185
    • Total de pessoas já vacinadas:
      183
  • PESSOAS COM 65 A 69 ANOS

    • 1ª Dose:
      232
    • 2ª Dose:
      232
    • Dose Única:
      0
    • Total de pessoas para vacinar:
      233
    • Total de pessoas já vacinadas:
      232
  • PESSOAS COM 60 A 64 ANOS

    • 1ª Dose:
      293
    • 2ª Dose:
      286
    • Dose Única:
      0
    • Total de pessoas para vacinar:
      289
    • Total de pessoas já vacinadas:
      286
  • CUIDADORES DE IDOSOS E/OU ACAMADOS

    • 1ª Dose:
      4
    • 2ª Dose:
      4
    • Dose Única:
      0
    • Total de pessoas para vacinar:
      4
    • Total de pessoas já vacinadas:
      4
  • ACADÊMICOS

    • 1ª Dose:
      12
    • 2ª Dose:
      12
    • Dose Única:
      0
    • Total de pessoas para vacinar:
      11
    • Total de pessoas já vacinadas:
      12
  • PESSOAS COM DEFICIÊNCIAS

    • 1ª Dose:
      24
    • 2ª Dose:
      24
    • Dose Única:
      0
    • Total de pessoas para vacinar:
      0
    • Total de pessoas já vacinadas:
      0
  • FORÇA DE SEGURANÇA

    • 1ª Dose:
      6
    • 2ª Dose:
      6
    • Dose Única:
      0
    • Total de pessoas para vacinar:
      6
    • Total de pessoas já vacinadas:
      6
  • COMORBIDADES

    • 1ª Dose:
      128
    • 2ª Dose:
      128
    • Dose Única:
      0
    • Total de pessoas para vacinar:
      88
    • Total de pessoas já vacinadas:
      128
  • PUERPERAS/GESTANTES

    • 1ª Dose:
      16
    • 2ª Dose:
      14
    • Dose Única:
      0
    • Total de pessoas para vacinar:
      15
    • Total de pessoas já vacinadas:
      14
  • LIMPEZA URBANA

    • 1ª Dose:
      1
    • 2ª Dose:
      1
    • Dose Única:
      0
    • Total de pessoas para vacinar:
      1
    • Total de pessoas já vacinadas:
      1
  • PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO

    • 1ª Dose:
      73
    • 2ª Dose:
      73
    • Dose Única:
      0
    • Total de pessoas para vacinar:
      36
    • Total de pessoas já vacinadas:
      73
  • CAMINHONEIROS

    • 1ª Dose:
      62
    • 2ª Dose:
      60
    • Dose Única:
      0
    • Total de pessoas para vacinar:
      48
    • Total de pessoas já vacinadas:
      60
  • PESSOAS COM 55 A 59 ANOS

    • 1ª Dose:
      254
    • 2ª Dose:
      250
    • Dose Única:
      0
    • Total de pessoas para vacinar:
      311
    • Total de pessoas já vacinadas:
      250
  • EDUCADORES FÍSICOS

    • 1ª Dose:
      1
    • 2ª Dose:
      1
    • Dose Única:
      0
    • Total de pessoas para vacinar:
      1
    • Total de pessoas já vacinadas:
      1
  • PESSOAS DE 50 A 54 ANOS

    • 1ª Dose:
      226
    • 2ª Dose:
      223
    • Dose Única:
      0
    • Total de pessoas para vacinar:
      280
    • Total de pessoas já vacinadas:
      223
  • PESSOAS DE 40 A 44 ANOS

    • 1ª Dose:
      163
    • 2ª Dose:
      159
    • Dose Única:
      14
    • Total de pessoas para vacinar:
      217
    • Total de pessoas já vacinadas:
      173
  • PESSOAS DE 35 A 39 ANOS

    • 1ª Dose:
      174
    • 2ª Dose:
      167
    • Dose Única:
      21
    • Total de pessoas para vacinar:
      245
    • Total de pessoas já vacinadas:
      188
  • PESSOAS DE 30 A 34 ANOS

    • 1ª Dose:
      132
    • 2ª Dose:
      127
    • Dose Única:
      32
    • Total de pessoas para vacinar:
      204
    • Total de pessoas já vacinadas:
      159
  • PESSOAS COM 25 A 29 ANOS

    • 1ª Dose:
      173
    • 2ª Dose:
      152
    • Dose Única:
      0
    • Total de pessoas para vacinar:
      217
    • Total de pessoas já vacinadas:
      152
  • PESSOAS DE 12 A 18 ANOS COM COMORBIDADE

    • 1ª Dose:
      7
    • 2ª Dose:
      5
    • Dose Única:
      0
    • Total de pessoas para vacinar:
      6
    • Total de pessoas já vacinadas:
      5
  • PESSOAS DE 45 A 49 ANOS

    • 1ª Dose:
      196
    • 2ª Dose:
      190
    • Dose Única:
      3
    • Total de pessoas para vacinar:
      199
    • Total de pessoas já vacinadas:
      193
  • PESSOAS COM 20 A 24 ANOS

    • 1ª Dose:
      156
    • 2ª Dose:
      115
    • Dose Única:
      0
    • Total de pessoas para vacinar:
      160
    • Total de pessoas já vacinadas:
      115
  • PESSOAS DE 18 E 19 ANOS

    • 1ª Dose:
      62
    • 2ª Dose:
      50
    • Dose Única:
      0
    • Total de pessoas para vacinar:
      150
    • Total de pessoas já vacinadas:
      50
  • PESSOAS QUE FIZERAM SOMENTE A 2ª DOSE NO MUNICÍPIO

    • 1ª Dose:
      0
    • 2ª Dose:
      10
    • Dose Única:
      0
    • Total de pessoas para vacinar:
      0
    • Total de pessoas já vacinadas:
      10
  • PESSOAS COM 12 A 17 ANOS

    • 1ª Dose:
      99
    • 2ª Dose:
      0
    • Dose Única:
      0
    • Total de pessoas para vacinar:
      138
    • Total de pessoas já vacinadas:
      0

    Postos de Vacinação

  • Endereço: R. Prefeito Orlando Sbrussi, 25
    Telefones: (54) 35251219 e 99112 8390
    Horário: 07:00 às 19:00
    Documentos Necessarios:

    Cartão SUS

    Comprovante de Residência

    Documento com foto

Coronavac

EU ESTAREI TOTALMENTE PROTEGIDO APÓS RECEBER A VACINA DA CORONAVAC COVID-19 ?

A vacinação com a vacina adsorvida covid-19 (inativada) poderá diminuir o risco de uma pessoa ter a doença causada pelo vírus SARS-CoV-2 (COVID-19). Entretanto, nenhuma vacina é completamente eficaz. Além disso, necessita-se de algumas semanas para que seja obtida uma resposta imune (proteção) adequada. Em conclusão, algumas pessoas podem ainda ter a doença ou a infecção mesmo tendo sido vacinadas, mas poderão ter uma forma menos grave da doença em função desta vacinação.

Ao receber a injeção da vacina adsorvida covid-19 você deverá ficar atento aos seguintes sintomas:

QUAIS SÃO OS POSSÍVEIS RISCOS DE RECEBER A VACINA ADSORVIDA COVID-19 (INATIVADA)?

- dor no local da injeção

- inchaço no local da injeção

- vermelhidão no local da injeção

- caroço duro no local da injeção

- coceira no local da injeção

- mancha roxa no local da injeção

- infecção no local da entrada da agulha na pele

- dor de cabeça

- dor nos músculos

- diarreia

- náusea (enjoo)

- cansaço

- mais raramente febre.

A VACINA ADSORVIDA COVID-19  PODE CAUSAR COVID-19?

Não, a vacina adsorvida covid-19 contém o vírus SARS-CoV-2 morto e por isso não é capaz de causar a doença. Como mencionado anteriormente, existe um risco teórico de que pessoas vacinadas poderiam ter uma infecção mais grave, mas até o momento, não há nenhum relato que isso tenha acontecido com o vírus que causa COVID-19. Esta vacina foi testada antes em animais e estes não tiveram esta infecção mais grave.

Janssen

Autorização de Uso Emergencial (AUE) da vacina da Janssen contra COVID-19 pela Anvisa

A vacina da Janssen contra a COVID-19 foi autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), por meio de uma Autorização para Uso Emergencial (AUE),    para a prevenção da COVID-19 causada pelo vírus SARS-CoV-2 em indivíduos a partir de 18 anos de idade. O uso emergencial deste produto é autorizado apenas durante a declaração de que existem circunstâncias que justifiquem a Autorização do Uso Emergencial da vacina para o enfrentamento dessa emergência de saúde pública de importância nacional decorrente do surto do novo coronavírus (SARS-CoV-2) conforme estabelece a RDC 475 2021 (v1.0) - RDC 475/2021 (p.1) RESOLUÇÃO RDC Nº 475, DE 10 DE MARÇO DE 2021.

Em janeiro deste ano, a Janssen anunciou que a eficácia global (casos leves a moderados) da vacina é de 66% —menor do que as taxas globais das vacinas de Oxford (70%) e Pfizer (acima de 95%) e maior do que a CoronaVac (50,38%). Mas a resposta protetiva a casos graves (que provocam internações e podem levar à morte) foi maior: chegou a 85%. Os dados foram publicados em estudo na revista científica New England Journal of Medicine. O imunizante, que foi testado também no Brasil durante a fase 3, mostrou-se efetivo também contra as variantes de Manaus (chamada também de variante brasileira), da África do Sul e do Reino Unido. 

1  - O que deve ser mencionado ao seu provedor de vacinas antes de receber a vacina da Janssen contra a COVID-19?

Conte todos os seus problemas de saúde ao provedor da vacina, inclusive no caso de você:

  • ter qualquer alergia;

  • ter febre;

  • ter um problema hemorrágico ou estar tomando um anticoagulante;

  • ser imunodeprimido ou tomar um remédio que afete seu sistema imunológico;

  • estar grávida ou planejando engravidar;

  • estar amamentando; ou

  • ter recebido outra vacina conta a COVID-19.

 

2 - Quem não deve tomar a vacina da Janssen contra a COVID-19?

Você não deve tomar a vacina da Janssen contra COVID-19 se você:

  • teve uma reação alérgica grave a qualquer ingrediente desta vacina.

 

3 - Como é administrada?

A vacina da Janssen contra a COVID-19 deve ser administrada como uma injeção no músculo. O esquema de vacinação da vacina é em dose única.

 

4 - Quais são os riscos da vacina da Janssen contra a COVID-19?

Os efeitos colaterais da vacina da Janssen contra a COVID-19 que foram relatados incluem:

  • reações no local da aplicação: dor, vermelhidão na pele e inchaço;

  • efeitos colaterais gerais: dor de cabeça, sensação de muito cansaço, dores musculares, náusea, febre.

Assim como outras vacinas, a vacina da Janssen contra a COVID-19 pode causar uma reação alérgica grave. Uma reação alérgica grave geralmente ocorre dentro de alguns minutos a uma hora após a administração da dose da vacina da Janssen contra COVID-19. Por essa razão, quem aplica a vacina pode pedir que você permaneça no local onde recebeu a dose para monitoramento após a vacinação. Os sinais de uma reação alérgica grave podem incluir:

  • dificuldade de respirar;

  • inchaço no rosto e garganta;

  • batimento cardíaco acelerado;

  • erupção cutânea forte em todo o corpo;

  • tonturas e fraqueza.

Esses podem não ser todos os efeitos colaterais possíveis da vacina da Janssen contra a COVID-19. Efeitos graves e inesperados podem acontecer. A vacina da Janssen contra a COVID-19 continua sendo estudada em ensaios clínicos.

 

Se você tiver uma reação alérgica grave, ligue para 192, ou dirija-se ao hospital mais próximo. Ligue para o local onde a vacina foi aplicada, seu provedor de vacinas ou seu profissional de saúde, se tiver algum efeito colateral que o incomode ou persista.

Oxford/AstraZeneca

A VACINA É SEGURA?

Duas versões da vacina produzidas pela AstraZeneca-SKBio (República da Coreia) e no Instituto Serológico da Índia– foram incluídas na lista da OMS para utilização de emergência. Quando a vacina foi estudada pelo SAGE, já tinha sido analisada pela Agência Europeia do Medicamento (EMA).

A EMA examinou em profundidade os dados sobre a qualidade, segurança e eficácia da vacina e recomendou que fosse dada uma autorização condicional de introdução no mercado para pessoas com 18 anos de idade ou mais. 

O Comité Consultivo Mundial para a Segurança das Vacinas, um grupo de peritos que apresenta orientações independentes e fundamentadas à OMS sobre a questão da utilização segura das vacinas, recebe e avalia relatórios de eventos de segurança suspeitos com potencial impacto internacional. 

QUAL A EFICÁCIA DA VACINA?

A vacina AZD1222 contra a COVID-19 tem uma eficácia de 63,09% contra a infeção sintomática pelo SARS-CoV-2.

Intervalos mais longos entre as doses, com limites de 8 a 12 semanas, estão associados a uma maior eficácia da vacina.

QUAIS OS POSSÍVEIS EFEITOS COLATERAIS DA VACINA?

- Sensibilidade no local da injeção (relatada por mais de 60% dos voluntários);
- Dor no local da injeção, dor de cabeça e fadiga (relatadas por mais de 50% dos voluntários);Dor no corpo e mal-estar (relatadas por mais de 40% dos voluntários);
- Febre e calafrios (relatados por mais de 30% dos voluntários);
- Dor nas articulações e náusea (relatadas por mais de 20% dos voluntários).
- A maioria das reações adversas foi de intensidade leve a moderada e normalmente resolvida poucos dias após a vacinação. As reações adversas foram mais frequentes após a primeira dose da vacina.

Pfizer

QUAL É O MECANISMO DE AÇÃO DA VACINA DA PFIZER E BIONTECH CONTRA A COVID-19? COMO ELA FUNCIONA?

A vacina é baseada em mRNA, que usa RNA mensageiro sintético, que auxilia o organismo do indivíduo a gerar anticorpos contra o vírus. Pode ser desenvolvida e fabricada mais rapidamente do que as vacinas tradicionais. A Pfizer selecionou essa tecnologia de vacina baseada em mRNA devido ao seu potencial de alta resposta, segurança e capacidade de rápida produção. A tecnologia de mRNA pode ainda ser estratégica para cenários de pandemias e epidemias devido à agilidade em modificação do antígeno codificado caso necessário, bem como a potencialidade de realização de doses de reforço. A técnica, na qual apenas um pedaço de material genético é usado em vez de todo o vírus, nunca havia sido feita antes.

QUAIS AS CARACTERÍSTICAS DESSA TECNOLOGIA? 

A vacina da Pfizer e da BioNTech contra a COVID-19 é baseada no RNA mensageiro, ou mRNA, que ajuda o organismo a gerar a imunidade contra o coronavírus, especificamente o vírus SARS-CoV-2. A ideia é que o mRNA sintético dê as instruções ao organismo para a produção de proteínas encontradas na superfície do vírus. Uma vez produzidas no organismo, essas proteínas (ou antígenos) estimulam a resposta do sistema imune resultando, assim, potencialmente em proteção para o indivíduo que recebeu a vacina. 

OS RESULTADOS DOS ESTUDOS DA VACINA DA PFIZER E BIONTECH FORAM POSITIVOS?

Sim, os resultados dos estudos de fase 3, envolvendo mais de 44 mil voluntários e já publicados em revista científica qualificada, mostraram que globalmente a eficácia da vacina contra a COVID-19 foi de 95%, com esquema de duas doses, num intervalo de 21 dias entre as doses. Os dados demonstraram também que a vacina foi bem tolerada, sendo que nenhuma preocupação séria de segurança foi observada.

A PFIZER JÁ PEDIU APROVAÇÃO DE SUA VACINA CONTRA A COVID-19 JUNTO À ANVISA? 

Sim, em 23 de fevereiro de 2021, a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), concedeu o registro definitivo à vacina para prevenção da COVID-19 desenvolvida em parceria pelos laboratórios Pfizer e BioNTech.

QUANDO A VACINA DA PFIZER ESTARÁ DISPONÍVEL NO BRASIL?  

Em 23 de fevereiro de 2021, a ANVISA concedeu o registro definitivo à vacina para prevenção da COVID-19 desenvolvida em parceria pelos laboratórios Pfizer e BioNTech.

O registro definitivo é a comprovação de que a segurança, qualidade e eficácia da vacina foram analisadas e atestadas pela equipe técnica da ANVISA.

Em 19 de março de 2021 a Pfizer assinou com o governo federal um contrato que prevê a entrega de 100 milhões de doses até o final de 2021. Um segundo acordo firmado em 14 de maio de 2021, prevê ainda a disponibilidade de 100 milhões de doses adicionais no último trimestre do ano. 

A primeira entrega de doses ao Ministério da Saúde ocorreu em 29 de abril de 2021.

QUAIS LOTES DA VACINA DA PFIZER E BIONTECH CONTRA A COVID-19 ESTÃO DISPONÍVEIS NO BRASIL?

Reiteramos que a vacina da Pfizer e BioNTech contra a COVID-19 só estará disponível à população pelo Programa Nacional de Imunização do SUS. 

Hoje, os únicos lotes disponíveis no Brasil são: 

  • EX2405 
  • EW0195 
  • EW0199
  • FA7478
  • FC2495
  • EY0574
  • EY0575
  • FC2495
  • EY0579
  • FA9090
  • EY0586
  • FA9095
  • FA9094
  • FE2083
  • FA9096


AINDA POSSO PARTICIPAR DO ESTUDO DA VACINA DA PFIZER E BIONTECH?

Infelizmente não, já finalizamos o recrutamento de pacientes para o estudo de fase 3 no Brasil.  

A VACINA PODE SER APLICADA EM ADOLESCENTES? 

No dia 11/06/21, a Anvisa aprovou o uso da vacina em jovens de 12 a 15 anos. A vacina demonstrou eficácia de 100% em estudo clínico com jovens dessa faixa etária. Os ensaios de fase 3 foram realizados em 2.260 adolescentes, nos Estados Unidos, e apresentaram respostas robustas na produção de anticorpos.

A mesma autorização já havia sido concedida pelo FDA e pela EMA (agências regulatórias de saúde dos EUA e União Europeia), além de países como Reino Unido, Canadá, Chile, Uruguai, Israel, Dubai, Hong Kong, Filipinas, Cingapura e Japão. A utilização e disponibilização da vacina no Brasil segue sob os critérios de recomendação do Programa Nacional de Imunizações (PNI), incluindo os grupos prioritários para a vacinação e suas idades.

COMO FAZER PARA CADASTRAR MEU (S) FILHO (S) MENORES DE 12 ANOS PARA SEREM VOLUNTÁRIOS DO ESTUDO EM CRIANÇAS?

A Pfizer anunciou o início do recrutamento da população entre 6 meses de idade e 11 anos de idade para participação em estudo clínico que irá avaliar eficácia e segurança da vacina contra a COVID-19, especificamente neste grupo etário. Informamos, porém, que esse estudo está sendo realizado apenas nos Estados Unidos, Polônia, Espanha, de modo que não estamos recrutando pacientes no Brasil. 

COMO POSSO FAZER PARA COMPRAR A VACINA DA PFIZER? 

Globalmente, a Pfizer decidiu que a vacina contra a COVID-19 é um bem que deve ser oferecido à população em geral, por isso destinou seus esforços para negociações com os governos federais de todo o mundo. Neste momento, a companhia não pretende comercializar sua vacina no mercado privado, ou com estados e municípios. 

QUAIS OS REQUISITOS PARA ARMAZENAMENTO DESTA VACINA?

A vacina pode ser armazenada a temperatura -90º C a -60º C por até 6 meses, entre -25º C a -15º C por um período único de 2 semanas e em temperatura de refrigerador entre 2º C a 8º C por até 31 dias. Para possibilitar o transporte aos diferentes países ou locais de aplicação, a Pfizer desenvolveu uma embalagem com potencial de armazenamento da vacina na temperatura necessária a base de gelo seco. Nesta embalagem, os frascos de vacina podem ser mantidos por até 30 dias, desde que a correta manutenção do gelo seco seja realizada. 

A VACINA DESENVOLVIDA PELA PFIZER E BIONTECH PODE SER ADMINISTRADA COM UM INTERVALO MAIOR ENTRE A 1ª E A 2ª DOSE?

Para que o esquema vacinal seja completo, devem ser aplicadas duas doses da vacina, com um intervalo maior ou igual a 21 dias (de preferência 3 semanas) entre a primeira e a segunda dose.

As indicações sobre regimes de dosagem ficam a critério das autoridades de saúde e podem incluir recomendações seguindo os princípios locais de saúde pública. 

QUAL A EFICÁCIA DA VACINA APÓS A PRIMEIRA DOSE? 

Os dados do estudo de Fase 3 demonstraram que, embora haja proteção parcial após cerca de 12 dias da primeira dose, são necessárias duas doses da vacina para que o potencial máximo de proteção contra a doença seja atingido. 

Os resultados de eficácia global da vacina, de 95%, foram aferidos a partir de 7 dias da segunda dose do esquema vacinal.

ONDE POSSO ACESSAR MAIS INFORMAÇÕES SOBRE A VACINA DESENVOLVIDA PELA PFIZER E BIONTECH? 

Para esclarecimentos sobre indicação, modo de uso, contraindicações e composição, clique aqui e acesse a bula

QUAL A CAPACIDADE DE PRODUÇÃO DA PFIZER PARA SUA VACINA PARA PREVENÇÃO DA COVID-19, DESENVOLVIDA EM PARCERIA COM A BIONTECH?

Com base nas projeções atuais, esperamos produzir até 2 bilhões de doses até o final de 2021. Uma vez aprovada para uso, conforme as autoridades regulatórias pertinentes, as doses disponíveis serão alocadas nos países com os quais firmamos acordos de fornecimento. A alocação das doses às populações elegíveis dentro de cada país será uma decisão dos governos locais, baseada nas orientações das autoridades responsáveis. Estamos comprometidos a trabalhar em colaboração com os governos para apoiar essa necessidade de saúde pública.

QUAIS AS REAÇÕES DA VACINA DA PFIZER?

Segundo a bula, é possível ter dor e inchaço no local de injeção, cansaço, dor de cabeça, diarreia, dor muscular, dor nas articulações, calafrios, febre, vermelhidão no local de injeção, náusea e vômito.

COVAX